#Sundayreflections 2 – Quando mais é demais!


Estou em processo de mudança e adaptação, tentando cuidar mais do meu corpo e ainda mais da minha mente, e isso inclui minha compulsão por compras.

Acontece que eu sempre fui de comprar, nunca gostei de pedir emprestado, então sempre tive um pouco de tudo e isso reflete bem em meus armários, é muita coisa para uma pessoa só e eu não uso nem a metade do que possuo, pois sempre tinha uma coisa nova e na moda que o antigo não satisfazia, mesmo estando novo e sem uso.

Deixar de comprar está me forçando a usar mais o que tenho, me reinventar no meu próprio armário e também  perceber o erro de possuir tanto e não usufruir. 

Um exemplo real são meus sapatos, só nos últimos meses perdi cinco pares. Um deles, uma sandália maravilhosa se deteriorou apenas de ficar guardada, foi usada apenas 3 vezes e mesmo armazenada com tanto carinho, foi consumida pelo tempo. Também perdi alguns para a Laila, que adora comer alguma coisa pela casa.

Não quero dizer “Pegue suas coisas doe ou venda tudo”, para depois recomeçar do zero e comprar tudo novamente, vá refinando suas escolhas, comprando o que vai realmente usar, e porque não dar novas chances ao que já tem?


Com esse pensamento em mente, em julho (próximo ao meu aniverários)  fiz uma enorme limpeza no meu armário, eu mantinha um guarda roupas enorme lotado e mais 4 malas (2 grandes e 2 pequenas) lotadas de roupas me esperando emagrecer. Além de 2 sapateiras e 3 caixas lotadas de sapatos.


Abaixo da pilha de roupas, tinha mais uma mala grande escondida.

Todas as roupas, aprox. 900 peças

Provei todos os sapatos, só para lembrar que a maioria deles não uso por serem desconfortáveis.

Todos os sapatos. Aprox 90

Abri a mente e me joguei de cabeça. Perdi o sábado e trancada naquele quarto apenas provando tudo, nem ligerie que tenho a séculos escapou.


A primeira sacola começando a encher!!!!



Para minha surpresa não sofri tanto para desapegar quanto eu imaginava e o saldo final foi:


* Mais de 100 peças de roupas e 20 pares de sapatos para doação;


* 3 pares que se desfizeram só de provar (imagina se eu to na rua e acontece isso?);


* Umas 30 peças que foram para o lixo, pois estavam tão velhas que não dava nem pra doar;


* 2 Bolsas e 20 cintos (Sério?).


2 Sacos e mais duas sacolas de roupas.


Alguns dos sapatos, depois dessa foto achei mais uns que caíram num cantinho durante a separação.



Para minha supresa das 4 malas cheias apenas 3 peças voltaram para o armário. Já do armário saíram muitas peças.


Não vou mentir e dizer que me livrei de todas as roupas que estavam nas malas, como estou em processo de emagrecimento, guardei algumas mas couberam todas em uma única mala.


Analisando friamente a minha situação, acredito que dá para reduzir ainda mais e ser muito mais feliz.


Mas, mais uma vez eu repito:


Consumo consciente não é jogar tudo fora e começar do zero, é acima de tudo aproveitar o que temos, nos libertar do que não nos serve e a partir desse ponto fazer escolhas consciente e de qualidade.


Tudo é um processo lento, pois precisamos nos adequar as mudanças que surgirão e não se esquecer: Durante o processo procure se divertir e se sentir confortável em suas escolhas. Pensando nessa grande mudança, vou rescussitar a #umanooff e mostrar lá que dá pra montar looks interessantes com o que temos em casa e que dá sim pra fugir das tentações das lojas (Vou tentar novamente ficar um ano sem comprar, será que dessa vez eu consigo??)


Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *