Especial Dia do Amigo

IMG_20160526_154430834

Olha eu invadindo o blog da mamãe novamente. Como ela tem medo de escrever sobre os amigos e deixar alguém de fora, eu vim ajudar. 

Hoje é dia do amigo, e como dizem que sou o melhor amigo dos humanos, estou aqui para fazer um post todo especial, contando minha história de como cheguei até aqui.

Em primeiro lugar preciso dizer que não sou o cachorro da Mônica e do Gilmar, sou membro da família, sou cuidado como um filho e tenho alguns privilégios. Só falta eu comer na mesa, (mas isso a mamãe não deixa).

Tive de insistir muito pra conseguir entrar no lar e no coração principalmente do papai, a mamãe ralou muito muito pra convencê-lo.

Nossa amizade começou lá em 2012 e foi assim:

Eu estava completamente fraco, desnutrido e machucado no portão deles, fiquei lá durante uma semana, as vizinhas cuidavam de mim na medida do possível, então fome eu não passei, a mamãe chegava em casa e precisava me tirar de lá para poder entrar, e todo dia dizia para o papai “se ele estiver aqui amanhã eu vou pegar pra mim” e ele sempre dizia “Não, pois ele vai latir, você não vai dormir e nem me deixar em paz”. A mamãe ficava quieta, mas sempre com a ideia na cabeça.

Um belo dia o papai ligou lá no trabalho da mamãe pedindo o telefone da ONG, para me resgatar da rua, foi aí que ela teve a oportunidade de brigar por mim, e começou a gritar com ele, dizendo pra me por no quintal e ficarmos com ele, ela já dizia “Ele é meu e ponto” , nossa vizinha se propôs então a me “guardar em seu quintal”, já que ela possuía muitos gatinhos e não tinha condições de me abrigar por muito tempo, apesar de já cuidar de mim na rua mesmo.

No fim do dia, ela chegou, me pegou me deu banho, me limpou e me levou no Veterinário, lá eu fui medicado, vacinado e vermifugado, mas o médico pediu para me tosar para a próxima consulta pois ele queria ver minhas feridinhinhas, quer eram muitas.

Eu me lembro que fiquei quase 15 dias sem dar um latido, quase não tinha forças para levantar e fazer minhas necessidades, mas fui bem cuidado, medicado e logo fiquei bom.

Ganhei tudo que um bichinho precisa para sobreviver, tenho roupas, shampoo e condicionador (tomo banho toda semana, mesmo contra minha vontade), vou ao Pet Shop cortar os cabelos as vezes,  como do bom e do melhor. Tenho até um sofá na casa só meu, e é lá que eu durmo todas as noites. E também tenho uns amiguinhos de pelúcia que me fazem companhia quando estou só.

Respeito as regras da casa, quando preciso fazer necessidades bato na porta pra eles abrirem e faço fora da casa, nunca destruí nada, sou quietinho a noite, só faço barulho quando necessário. Ah! também acordo ela para não perder a hora do trabalho, afinal ela precisa comprar comida pra mim né.

E assim nossa amizade fica cada dia maior, encho ela de carinho todos os dias, não sossego enquanto ela não me pega no colo, sou um ótimo companheiro quando ela está sozinha, e também quando ela vai na padaria. Ela brinca que se um dia largar do papai, ele tem de pagar ração pra mim de pensão.

Nossa amizade ultrapassa todos os limites, onde ela vai eu vou, papai diz que sou sua sombra, só não vou ao banheiro, vai que ela quer me dar banho. Adoro assistir TV, sou companheiro melhor que o papai.

Sou bem sociável também, é só me dar um petisco que já viro seu melhor amigo.

Todos os amigos da mamãe e do papai, gostam de mim também, já sabem que eu sou da família e que gosto de ficar no meio de todos fazendo cara de coitado pra ganhar comida. Essa sempre funciona com a Tia Pri.

Bom eu sei que ficou meio grande, mas eu queria mesmo dizer que as amizades vem dos mais diferentes lugares, sendo poucos ou muitos temos de dar muito valor aos nossos amigos. 

Também quero dizer que acho um absurdo termos um dia só no ano para comemorar as amizades, elas precisam ser celebradas todos os dias.

Faça o que puder pelos amigos, insista até onde der, eu sou a prova viva e em quatro patas de que a persistência é tudo nessa vida.

Lambidas e feliz dia dos AMIGOS a todos os amigos da mamãe.

No próximo ela volta.

Nico.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *